A Polícia Civil deflagrou nesta terça-feira, 28, uma operação no município de Santana do Araguaia, no Pará, para dar cumprimento a mandados de busca domiciliar e prisão em desfavor de dois suspeito de praticar crimes de receptação qualificada pela compra de celulares de procedência ilícita, no estado de Goiânia, e outro por estupro majorado na região sul do estado.

Durante as diligências os agentes seguiram até os endereços dos investigados. Por volta das 12h, uma das frentes operacionais chegou à residência de uma Conselheiro Tutelar, que segundo a Polícia Civil é investigada pela prática continuada dos crimes de receptação qualificada pela compra de celulares em Goiânia, de procedência ilícita, e revenda destes em Santana do Araguaia.

Durante a ação foram apreendidos diversos documentos, notas promissórias e celulares. A investigação contou com o apoio da Polícia Civil do Estado de Goiás.

Por volta das 16h, policiais civis deram cumprimento a dois mandados de busca e apreensão na residência e no bar de um homem investigo crime de estupro majorado.

Durante buscas no bar do suspeito foi constatado que se tratava de uma casa de prostituição, fato este que aliado as denúncias de que adolescentes se prostituindo no local, ensejaram na prisão em flagrante.

Os celulares do investigado e da esposa foram apreendidos e um caderno de contabilidade.

Os presos foram encaminhados para delegacia e estão à disposição da justiça.