Está preso à disposição da justiça sob acusação de estupro a própria filha de 18 anos, e mais duas enteadas, uma de 16 anos e outra de 12, Josemir Saldanha de Souza.

Ele foi capturado pela equipe da delegada Ana Carolina, responsável pela Delegacia de Atendimento a Mulher (Deam) em Parauapebas, quando estava escondido em uma propriedade rural situada à zona rural de Eldorado do Carajás, distante 60 quilômetros daqui. De acordo a delegada, em setembro de 2019 a ex-mulher de Josemir, naquela época ainda como esposa, flagrou o tarado mantendo relações sexuais com uma filha de 18 anos fruto do primeiro casamento dele.

“Ao flagrar a cena desastrosa ela passou a discutir com ele, o estuprador se apossou de um facão e a ameaçou de morte. Desesperada, ela veio para a Delegacia e denunciou o caso. Uma psicologa conversou com as vítimas de estupro e descobriu que as enteadas, de 16 e 12 anos também estavam sendo abusadas sexualmente pelo tarado. Além da relação incestuosa com a filha, ele ainda estuprava uma enteada de 16 anos desde os 12 e a outra criança de 12 anos. Todas foram submetidas a exames sexológicos forense e foram constatadas as lesões sexuais”, informou a autoridade.

A PRISÃO

Agora, já em 2020, Josemir começou um contato com a ex-esposa exigindo que ela depositasse um valor correspondente ao auxílio emergencial que ela havia recebido. Diante da situação, a delegada auxiliou a mulher para que dissesse a ele que ela mesmo – a mulher – iria entregar o dinheiro a Josemir. “Sendo assim, eles marcaram um encontro em Eldorado e minha equipe foi junto, enquadrando-o e dando cumprimento ao mandado de prisão que estava em aberto desde 2019. Ele não quis falar nada, mas deverá se manifestar em juízo”, finalizou Ana Carolina.

Fonte: Papo Carajás