A rádio de maior audiência de Marabá e região, comemora nesse sábado (25) seus três anos de criação, e para não deixar essa data tão importante e aguardada passar em branco, uma live solidária vai agitar a tarde dos ouvintes, com muita música, prêmios, e animação.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a grande comemoração que a Correio FM promove todo ano não será realizada, mas isso não quer dizer que não haverá comemoração.

A live será transmitida na Correio FM 92,1, TV Correio (SBT), e nas páginas do Facebook de ambos os veículos de comunicação, a partir das 12h30.

O diretor da Correio FM, Itair Rodrigues, explica que a live foi feita pensada não só para comemorar os três anos, como também para ajudar os músicos que foram afetados pela crise da pandemia.

“Nós conseguimos junto ao Conselho Municipal de Cultura a relação dos músicos de Marabá, e assim vamos estar fazendo o repasse para eles, das cestas básicas que arrecadarmos com as doações da live”, explica Itair.

Durante a transmissão, haverá um QR Code pelo qual as pessoas podem estar fazendo suas doações, enquanto curtem o som dos artistas Guto Silver, James Viana, Nego Loiro, e Nenzinha do Calypso. “Será uma forma de comemorar o aniversário da nossa rádio e ainda ajudar os nossos músicos”, completa Itair.

A live ficará aos comandos do locutor, Leverson Oliveira, que comanda o programa de maior popularidade da Correio FM, o Na Levada do Brega, e por isso a escolha dos artistas foi especialmente focada nesse gênero musical.

Vale lembrar que ao longo da live, serão feitos vários sorteios de prêmios, e os ouvintes terão, como sempre, a sua participação.

A diretora de jornalismo da TV Correio, Angélika Freitas, comenta que é um marco a realização da live simultânea, tanto para redes sociais, quanto para a televisão.

“Esse é um desafio que tínhamos desde o início desse cenário de pandemia, onde o setor musical precisou se adaptar a essa estrutura de lives. Na TV nós já realizávamos um trabalho muito próximo disso, mas com esse modelo da parte social e musical, será a primeira vez”, comenta Angélika.

Ela acrescenta ainda que serão exibidas uma série de reportagens retratando a trajetória, os bastidores, e também histórias de ouvintes que sempre acompanharam a Correio FM.

“Resgatar a história da rádio é uma forma de prestar uma homenagem aos nossos colegas, e mostrar ao público o rosto de quem faz a Correio FM ser a número 1”, finaliza Angélika. (Zeus Bandeira | Correio de Carajás)