O proprietário de uma farmácia em Tucumã, no sudeste do Pará, foi preso em flagrante pela Polícia Civil, nesta quinta (19), suspeito de crime de estelionato e prática abusiva na comercialização de álcool em gel.

VEJA TAMBÉM:

Segundo a Polícia, o suspeito adquiriu vários galões de álcool em gel 80%, destinado à queima e indicado para acender churrasqueira, e despejou em garrafas de plástico para comercializar no estabelecimento, como se fosse gel antisséptico. O produto seria utilizado para prevenção ao novo coronavírus.
O comerciante deverá responder por estelionato e venda de produtos em desacordo com o Código de Defesa do Consumidor.

A denúncia partiu de clientes da farmácia. O caso foi registrado pela Superintendência Regional do Alto Xingu.