O agricultor Claudivan Alves Rocha, de 53 anos, foi preso na madrugada desta terça-feira, 24, acusado de manter a companheira em cárcere privado.

VEJA TAMBÉM:

A mulher não identificada ficou cinco dias sofrendo nas mãos do acusado, com vários hematomas espalhados pelo corpo, a vítima conseguiu fugir e pedir ajuda de outras pessoas, que acionaram a polícia Militar de Parauapebas.
Claudivan foi preso em flagrante, acusado de tortura, violência doméstica, cárcere privado e ameaça de feminicídio. O casal estava há quatro meses junto e desde o dia em que foi morar com o acusado a mulher começou a ser agredida.
Segundo a vítima, o homem bebia diariamente e quando estava sob efeito de álcool era agressivo e violento, mas quando estava sóbrio era calmo.

O acusado, que é natural de Aquidabã (SE) será transferido para Marabá, onde responderá pelo crime.