Éder Mauro parece que resolveu assumir de uma vez por todas, a lacuna deixada pelo ex-deputado Wlad Costa, como o congressista paraense que mais passa vergonha no Congresso Nacional.

Nesta quarta, 12, o deputado federal Éder Mauro (PSD), transformou mais uma vez a Câmara dos Deputados em uma espécie de ‘Rinha de Galo”, ao tentar agredir o deputado Glauber Braga (PSOL), que chamou o ministro da Justiça, Sérgio Morto, de “capanga de milícia”.

Na Câmara, Éder é chamado informalmente de “capanga do Moro”.

Folha do Bico