Connect with us

Cidades Paraenses

Ex-prefeito de Conceição do Araguaia é denunciado pelo Ministério Público por concussão e lavagem de dinheiro

Em 2010 o então fiscal de contratos da Setran, Valter Peixoto, exigiu mais de 50 mil reais de empresa que realizaria pavimentação da PA-150

Avatar

Published

on

Prefeito de Conceição do Araguaia, Valter Peixoto

O ex-prefeito de Conceição do Araguaia, Valter Rodrigues Peixoto, eleito em 2012, e seu primo Divino Peixoto, foram denunciados pelo Ministério Público do Estado pelos crimes de concussão e lavagem de dinheiro. Eles são acusados de terem exigido indevidamente  mais de  50 mil reais de Maurinho Gomes, sócio-gerente da empresa PHG Prestadora de Serviço de Contratação e terraplanagem. responsável pelas obras da rodovia estadual PA-150, sob pena de prejudicá-lo nas medições dos serviços de recuperação e pavimentação do trecho compreendido entre Redenção e Xinguara. A Justiça recebeu a denúncia.

O promotor de Justiça de Conceição do Araguaia, Alfredo Martins de Amorim, foi comunicado dos fatos pelo próprio empresário Maurinho, que contou ter feito os depósitos e transferências em três parcelas, sob pena de ser prejudicado na fiscalização do contrato assinado para recuperação da PA-150. Os fatos aconteceram em 2010, quando Valter Peixoto ocupava o cargo de fiscal de contratos da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), chefe do 6º Núcleo Regional, e fazia as medições dos serviços.

De posse desses relatos, o Ministério Público do Estado requereu a quebra do sigilo bancário e fiscal dos investigados, da empresa PHG e do sócio da empresa Maurinho Gomes. A análise dos dados confirmaram os depósitos e transferências bancárias relatadas. Atestou-se que o então servidor da Setran, Valter Peixoto, havia recebido por meio de depósitos de cheques e transferências eletrônicas o valor de R$ 40 mil e que seu primo, Divino Peixoto, recebeu R$12.500, totalizando 52.500 mil reais.

“A autoria e materialidade dos ilícitos estão amparadas nos relatos das testemunhas e demais provas acostadas aos autos do Procediento Investigatório Criminal de 2014 e seus anexos”, enfatizou o promotor de Justiça Alfredo Amorim.

Com as informações apuradas, o MPPA ofereceu denúncia a Vara Criminal de Conceição do Araguaia. Se condenados, tanto o ex-prefeito como seu primo cumprirão pena pelos crimes de concussão, que tem pena prevista de 2 a 8 anos de reclusão, e lavagem de capitais, 3 a 10 anos de prisão. 

MPPA

O Site Zap Marabá foi criado com o intuito de dividir experiências e informações com o público Marabaense e de toda a região do Pará. Abordando diversos temas, mas principalmente temas policiais, o site vem conquistando cada vez mais leitores e seguidores nas redes sociais. Hoje contamos com mais de 6k de curtidas no facebook. Dentre os assuntos abordados, podemos destacar, ocorrências policiais, vagas de emprego, saúde, politica etc..

Continue Reading
Anúncios
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncios

Facebook

Instagram

Últimas Postagens

Copyright © 2018-2019 Zap Marabá. Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido por MakerWeb.

error: Utilize a opção compartillhar !!