MARABÁ: ACUSADA DE ROUBO À TRANSPORTADORA DE VALORES PERMANECERÁ PRESA



Leilane Barbosa Sales, acusada de integrar associação criminosa que teria explodido e roubado uma empresa transportadora de valores, em Marabá,teve o pedido de liberdade negado, nesta segunda-feira (24), pela Seção de Direito Penal, por unanimidade de voto.

A defesa da ré apresentou, dentre outros argumentos, o fato de ser mãe de duas crianças menores, que estariam sob os cuidados de familiares. No entanto, conforme o voto do relator, a acusada não apresentou qualquer documento que comprove a sua imprescindibilidade para cuidar dos filhos.

Leilane e outros acusados teriam participado do roubo à transportadora de valores, causando pânico na cidade, uma vez que teriam posicionado caminhões em duas pontes, explodindo-os para facilitar a fuga. O crime foi cometido em setembro de 2016. (Com informações do TJPA)